Diretora e gerente Flex falam sobre mulheres no mercado de trabalho

8 março 2018 • Equipe Flex BPO

Angela Casali e Sonia Mafra destacam desafios e refletem sobre o perfil da mulher moderna.


Elas ganham mais vez e voz ativa no mercado profissional, investindo na carreira e administrando com maestria a jornada de trabalho, recheada de compromissos, tarefas familiares, atividades com foco em desenvolvimento pessoal e lazer. Entenda o perfil da mulher moderna.

 

O relatório “Perspectivas Sociais e de Emprego no Mundo: Tendências para Mulheres 2018″, realizado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e publicado neste mês, revelou que a taxa global de participação das mulheres na força de trabalho ficou em 48,5%. 4,4% a mais se comparado a pesquisa (sobre a participação delas no mercado profissional) feita pelo Ministério do Trabalho em 2017. Apesar de ainda não serem maioria , o crescimento revela que elas continuam empenhadas rumo a conquista do seu espaço no mercado de trabalho.

 A mulher moderna ganha mais vez e voz ativa, investindo na carreira e administrando com maestria a jornada de trabalho, recheada de compromissos, tarefas familiares, atividades com foco em desenvolvimento pessoal e lazer. E toda essa dedicação tem contribuído para que elas, aos poucos, estejam mais ativas em diferentes segmentos profissionais.


DIRETORA RECURSOS HUMANOS FLEX RELACIONAMENTOS INTELIGENTES

 

“O Dia da Mulher está completando mais de 100 anos. Durante esse tempo a participação delas no mercado de trabalho evoluiu muito. Até porque o perfil mudou! Hoje a renda da mulher faz parte do planejamento mensal da família. Contudo, o desafio ainda continua sendo a participação delas no topo da hierarquia, que ainda é bastante tímida frente as possibilidades existentes”, acredita Angela Casali, diretora de RH da Flex.

 


E se o desafio está na busca por melhores colocações no mercado, elas estão atentas as oportunidades. O empoderamento da mulher moderna, somada a vontade de reconhecimento na carreira, têm contribuído para que elas conquistem cada vez mais as organizações e, consequentemente, os cargos de liderança.

 

“Penso que a atitude da mulher é decisiva para conquistar espaço na liderança! Se a mulher assumir um papel de fragilidade ela não será vista com capacidade mínima para se tornar uma líder, pois na prática o que se espera dela, ou de qualquer líder, é que os resultados sejam atingidos de forma consistente, fazendo o que é certo e com o engajamento da sua equipe. Para isso será necessário tomar decisões no dia a dia, articular e negociar com as demais áreas, assumir responsabilidades. As empresas procuram pessoas competentes que contribuam para o resultado da companhia”, reforça Angela Casali.

 

No que depender delas, o cenário também é promissor quando se destaca, por exemplo, cargos de liderança em áreas relacionadas as engenharias e tecnologia. Se antes a presença dos homens era predominante, hoje elas mostram que chegaram para fazer a diferença.


 

 

“Acredito que a participação das mulheres no ambiente corporativo colabora muito no aperfeiçoamento de todos, considerando individualidades e possibilidade de formação de equipes cada vez mais competentes.  Uma equipe tem que ter como base o respeito pelas diferenças, colaboração e atitudes que agreguem conhecimento e proximidade. E a mulher moderna é extremamente engajada, dinâmica e multitarefa. Cada vez mais especializada, próspera e comprometida. Vejo com muita felicidade este crescimento em liderança e também na solicitação do mercado para que profissionais de TI tenham formação em gestão para assumir tais responsabilidades”, analisa Sonia Mafra, gerente de Tecnologia e Informação da Flex.

 


INCENTIVO

Algumas empresas também estão alertas a este novo perfil. Na Flex, por exemplo, dos 13 mil profissionais que atuam nas unidades de Santa Catarina e São Paulo, as mulheres representam cerca de 70% deste número.  De acordo com o presidente da empresa, Topázio Neto, a participação delas em diversos setores e cargos dentro da organização vem desde o princípio.

 

“Sempre tivemos consciência que, no nosso setor, a empregabilidade da mulher é muito forte. E entendemos que isso é um diferencial positivo pra gente. Elas são organizadas, dedicadas, multitarefas por natureza. E uma empresa que faz Gestão de Relacionamento tem que valorizar isso. Se hoje fizermos uma estatística da liderança na Flex, as mulheres são maioria. Incluindo média e alta gerência. Sempre abrimos possibilidades e igualdade de condições”, revela Topázio.

 

Além do incentivo ao desenvolvimento dentro da empresa, a Flex estimula seus profissionais com diferentes programas de capacitação e outros benefícios. Clique aqui para conhecer!

Conteúdos Relacionados

Parceria Flex e Junior Achievement é reconhecida em sessão solene na Alesc

Parceria Flex e Junior Achievement é reconhecida em sessão solene na Alesc

Flex é uma das empresas mantenedoras da Junior Achievement a receber homenagem em sessão especial na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc)    A Flex foi reconhecida durante sessão solene realizada na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc). A cerimônia, realizada na noite do dia 13 de junho, celebrou a parceria […]

A mudança do perfil dos profissionais de atendimento e a importância da abordagem digital-first para a modernização dos processos

A mudança do perfil dos profissionais de atendimento e a importância da abordagem digital-first para a modernização dos processos

Entenda como uma abordagem digital-first pode ser primordial para o processo de evolução dos profissionais de atendimento.  Os consumidores nunca estiveram tão em evidência como atualmente. Embora sempre tenha sido importante para uma empresa pensar no conceito de disponibilizar uma excelente experiência para o seu público, hoje, é o cliente que tem o poder de […]

A (R)evolução do contact center

A (R)evolução do contact center

Um mundo de inovações contribui para que o consumidor passe a perceber o contact center como um facilitador e solucionador O consumidor se tornou, definitivamente, o protagonista na sua relação com as empresas. Esse é um dos legados que a pandemia deixará (espero!) e que provocará mudanças profundas na atuação dos contact centers. É ele […]

Promovemos o relacionamento entre marcas e pessoas por meio de milhares de interações, humanas e digitais.

entre em contato